Cápsula Endoscópica


 

O que é a cápsula?

A Cápsula Endoscópica é uma micro câmera totalmente descartável capaz de percorrer todo trato gastrointestinal da boca ao ânus. Ao percorrer a trajetória do trato digestivo a cápsula endoscópica envia as imagens de até 36 fotos por segundo para um aparelho de captação que o paciente veste quando ingere a cápsula.

As imagens captadas pelo receptor, ao término do exame, são passadas para o computador que as transforma em um filme que irá ser analisado pelo médico endoscopista.

A cápsula possui cerca de 1 cm, com 0,8 cm de diâmetro; tamanho relativo a uma drágea de vitamina sendo, portanto, fácil de ser engolida.

Principais indicações para o exame de cápsula endoscópica

As principais indicações estão relacionadas aos casos de sangramento intestinal, cuja causa não pôde ser detectada pelos exames endoscópicos convencionais, e em doenças inflamatórias intestinais ou suspeitas de tumores do intestino delgado.

Outras indicações são:

– Anemia de origem desconhecida;

– Dores abdominais de origem desconhecida;

– Pólipos intestinais;

– “Check-up” digestivo em pessoas com risco alto para doenças intestinais.

Como é feito o exame

A cápsula tem sua maior utilidade no estudo do intestino delgado, porém, permite analisar o esôfago, estômago, duodeno, todo intestino delgado, e se houver interesse, todo intestino grosso ou cólon. As cápsulas utilizadas são diferentes dependendo do objetivo do exame.

Após ingerir a cápsula, o paciente pode se mover de forma livre e fazer suas atividades habituais sem nenhuma interferência.

A cápsula endoscópica transmite imagens para o aparelho receptor, enquanto percorre o intestino, para serem analisadas pelo médico endoscopista.

O preparo

O paciente recebe todas as instruções necessárias antes do exame. É necessário a manutenção de jejum de algumas horas antes de ingerir a cápsula de forma a melhorar as condições de visualização do exame.

É importante que o paciente informe se toma alguma medicação, se utiliza marcapasso, se já realizou alguma intervenção cirúrgica, se tem problemas para engolir ou já possuiu quadro de obstrução intestinal para que seu médico avalie da melhor forma as condições do exame e faça as recomendações necessárias.

Durante o exame

O médico ou a enfermeira irão colocar o aparelho receptor e a cápsula será ingerida com um pouco de água. A deglutição é suave e tranquila.

O paciente poderá se alimentar cerca de 4 horas após a ingestão da cápsula, salvo indicação médica em sentido contrário. E, então, o exame terminará cerca de 10 horas após a ingestão da cápsula endoscópica.

Finalizando o exame

Ao final do exame o aparelho receptor é devolvido e as imagens coletadas são estudadas para que o médico faça o diagnóstico.

Importante: não é recomendável fazer ressonância nuclear magnética, nem deve ficar próximo a uma máquina de RNM após engolir a cápsula e até eliminá-la pelas fezes. os aparelhos celulares podem provocar interferências prejudicando a captação das imagens.

Resultados

Depois da análise o médico irá interpretar as imagens através de um vídeo das imagens captadas.

A eliminação da cápsula

A eliminação da cápsula endoscópica é realizada de forma natural nas fezes, sem dor ou desconforto.

Possíveis complicações

Embora seja admissível, complicações são muito raras, quando o procedimento for realizado por médico treinado e competente.

Um possível risco é o da cápsula não ser eliminada, em casos de obstruções parciais do intestino. É importante estar atento aos sintomas de uma eventual complicação.

Alguns sintomas importantes após este exame são:

– Dificuldades para engolir;

– Dor torácica ou no peito;

– Dor abdominal progressiva.

Sendo assim, na eventual sensação de algum dos sintomas, é necessário que se avise ao médico para as providências necessárias.



Clinica Scope - Todos os direitos reservados - Desenvolvido por