Atlas Endoscópico de Doenças Inflamatórias Intestinais


O Atlas Endoscópico de Doenças Inflamatórias Intestinais é uma contribuição oportuna para a literatura dessa especialidade. Isso porque a avaliação endoscópica da atividade da doença e da resposta à terapêutica tem sido incentivada como uma importante ferramenta no manejo de pacientes com DII. Como sabemos que existem limitações da avaliação clínica com base apenas em sintomas, a endoscopia tem sido enfatizada como o padrão-ouro para medir objetivamente a atividade da doença. Além disso, a vigilância para displasia e câncer colorretal tornou-se mais refinada, com técnicas de imagem avançadas como a cromoscopia, que tem demonstrado seu valor na detecção de lesões neoplásicas iniciais.

A endoscopia com melhoramento de imagem (enhanced image endoscopy) tem proporcionado maior acurácia na identificação de câncer precoce e vem colaborando de maneira consistente na avaliação de seu comportamento histológico (neoplásico benigno ou maligno, ou tecido inflamatório). Somam-se a esses recursos a microscopia a laser in vivo e a confocal, que acrescentaram novas modalidades para a elucidação diagnóstica, além de novos desafios.
Este Atlas é constituído por três capítulos. O primeiro traz imagens em alta definição, com foco na caracterização do diagnóstico endoscópico, para, no capítulo seguinte, fornecer elementos que facilitem o diagnóstico diferencial com outras doenças gastrintestinais inflamatórias agudas e crônicas. No Capítulo 3, é apresentada uma revisão dos métodos para o rastreamento do câncer de cólon.
A obra destina-se aos interessados em DII, aos especialistas em endoscopia digestiva e aos gastrenterologistas e cirurgiões, servindo como fonte de atualização.

Dr. Marcelo de Souza Cury – gastroenterologista - é coautor do capítulo sobre “Diagnóstico da Retacolite Ulcerativa Idiopática e da Doença de Crohn”. A obra conta ainda com a contribuição de um professor da Harvard, Alan Möss (na edição do livro - junto a Marcelo Cury), e 8 colaboradores. Cury é graduado em Medicina pela Universidade Católica de Pelotas, com residência médica e doutorado no Hospital São Paulo (Unifesp-EPM) e ainda, pós-doutorado no Hospital Beth Israel Diacones Medical Center (BIDMC)/ Harvard Medical School, EUA. Além disso, é diretor do Centro de Endoscopia da Clínica Scope em Campo Grande/MS, membro Titular da Sociedade Brasileira de Endoscopia Digestiva (SOBED), membro Fundador do Grupo de Estudos da Doença Inflamatória Intestinal do Brasil (GEDIIB) e membro do European Crohn’s and Colitis Organisation (ECCO).

 

 



Clinica Scope - Todos os direitos reservados - Desenvolvido por